Lançamento de livro
Data: Wednesday, June 10 @ 10:15:38 BRT
Tópico: TICCIH


Preservação do Patrimônio Arquitetônico da Industrialização
Beatriz Mugayar Kühl


Este livro tem por intuito buscar um aprofundamento de questões conceituais relacionadas à restauração do patrimônio industrial, inserindo-as no contexto atual dos debates sobre preservação. Raramente essas questões são debatidas; a não-observação dos princípios teóricos do restauro na prática, porém, tem conseqüências nefastas e graves. O objetivo deste livro é justamente elaborar uma releitura crítica dos instrumentos teóricos para evidenciar sua aplicabilidade às circunstâncias atuais e para guiar as intervenções concretas nesses bens.
  
 "Como conclusão de um minucioso trabalho de pesquisa sobre a preservação do patrimônio arquitetônico industrial brasileiro, Beatriz Mugayar Kühl nos oferece esta ampla síntese crítica, rica de informações, de reflexões e de concretas sugestões operacionais.
 
  "A análise dos estudos sobre o tema, conduzida de maneira abrangente, permitiu que a autora construísse um quadro geral sobre o estado da questão, e dos trabalhos a ela relativos, até agora não disponível. Essa visão de conjunto assume um valor em si para além do próprio tema da arquitetura industrial e se coloca como aprofundamento de problemas pouco indagados: os fundamentos teóricos do restauro e as tendências atuais no campo; o sentido da prevenção e da ''''''''''''''''conservação programada''''''''''''''''; a relação antigo-novo nas intervenções em preexistências arquitetônicas e urbanas; a controvertida relação entre projeto de restauro e projeto de arquitetura; o conseqüente tema da ''''''''''''''''criatividade'''''''''''''''' e da ''''''''''''''''inovação'''''''''''''''', com freqüência erroneamente contrapostas à ''''''''''''''''preservação''''''''''''''''; por fim, o ''''''''''''''''fachadismo'''''''''''''''' e o problema do tratamento das ''''''''''''''''superfícies'''''''''''''''' arquitetônicas antigas.
   
"Todo o trabalho é permeado por empenho civil e social, por profundas razões educacionais e de formação para a história, a beleza, o respeito pelo trabalho humano, que encontram, nas vivas presenças da arquitetura do passado, mesmo daquele mais recente, uma sustentação de grande e imediata eficácia, especialmente para as gerações mais jovens. Em última análise, volta-se ao restabelecimento dos fortes vínculos entre a comunidade e os seus monumentos, com vistas a uma autêntica fruição coletiva." – Giovanni Carbonara

Beatriz Mugayar Kühl é arquiteta formada pela FAU-USP, com especialização e mestrado em preservação de bens culturais pela Katholieke Universiteit Leuven, Bélgica, doutorado pela FAU-USP e pós-doutorado pela Università degli Studi di Roma "La Sapienza". Desde 1998 é professora do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAU-USP, dedicando-se a disciplinas de história da arquitetura e de preservação. Publicou, entre outros, o livro Arquitetura do Ferro e Arquitetura Ferroviária em São Paulo. Dedica-se, ainda, à tradução de textos sobre restauro, como os de Viollet-le-Duc, Boito e Brandi, publicados na coleção Artes&Ofícios, da Ateliê Editorial.

Medidas:
18 x 27 cm
Páginas: 328
Edição:
Ano: 2009
Assunto: Arquitetura, Restauração, Patrimônio Histórico
Encadernação: Brochura





Este está hospedado em Comitê Brasileiro para a Preservação do Patimônio Industrial TICCIH - BRASIL
http://www.patrimonioindustrial.org.br

O Link direto para este artigo é:
http://www.patrimonioindustrial.org.br/modules.php?name=News&file=article&sid=37